5 mitos e verdades sobre o sono | Itesc
Itesc

Central de atendimento

48 9 9681 3793

E-mail

atendimento@itesc.com.br

Buscar postagens

5 mitos e verdades sobre o sono
22/04/2022

5 mitos e verdades sobre o sono



O sono é um atestado fisiológico complexo que apresenta peculiaridades estudadas pelos cientistas ao longo dos anos. Com o passar desse tempo, muito se especulou sobre o sono, como a quantidade ideal de horas para dormir, o esquecimento dos sonhos, a recuperação das noites mal dormidas, dormir de luz acesa ou apagada e o sono de beleza. Para distinguir senso comum do senso crítico, desmistificamos essas questões aqui, em nosso blog:

1) Toda pessoa deve dormir pelo menos 8 horas por dia.

Mito. A resposta não é tão simples, as horas recomendadas mudam conforme as pessoas envelhecem, uma vez que as necessidades de sono variam ao longo da vida. De acordo com Raj Dasgupta, professor assistente de medicina do sono na Keck School of Medicine da University of Southern California, a recomendação geral é dormir de 7 a 9 horas diárias, contudo, o mas correto é da seguinte forma:

       - Bebês no primeiro ano de vida: de 17 a 20 horas por dia;
       - Bebês entre 1 e 3 anos: de 11 a 14 horas por dia;
       - Crianças de 3 a 5 anos: de 10 a 13 horas por dia;
       - Crianças de 6 a 12 anos: de 9 a 12 horas por dia;
       - Adolescentes: de 8 a 10 horas por dia;
       - Adultos: mínimo de 7h por dia.

2) Sonhar é normal

Verdade. Existem diversos estudos relacionados aos sonhos, mas o que podemos afirmar é que sonhar é, de fato, muito normal. Porém, a ausência de sonhos pode ser um alerta de que há algo de errado com o ciclo de sono do indivíduo. Mas fique tranquilo, esquecer o que sonhou também é muito norma, isso porque após os primeiros 5 minutos acordados, é comum esquecer pelo menos 50% do que foi sonhado e, após os primeiros 10 minutos, cerca de 90% pode já ter sido esquecido.

Aqui vai uma curiosidade bônus: algumas pessoas sonham apenas em preto-e-branco. Trata-se de um fenômeno menos recorrente nos dias de hoje, e que está ligada a exposição à TV sem cores, o que era comum até o final da década de 70.

3) É possível recuperar o sono perdido

Mito. Dormir mais em um dia para compensar outro mal dormido não é o suficiente para reparar os danos que a má qualidade do sono causa à saúde, como dificuldade de se concentrar, envelhecimento da pele entre outros. Contudo com essa prática, ainda é possível diminuir o cansaço e a irritabilidade.

4) Dormir de luz acesa atrapalha o sono

Verdade. A luz acaba atrapalhando o sono profundo. Isso ocorre porque, nosso relógio biológico entende que quando está escuro é hora de dormir e quando há claridade devemos nos manter acordados. Além disso, mesmo com o olho fechado, a luminosidade de lâmpadas ou aparelhos eletrônicos consegue atravessar parcialmente as pálpebras, o que atrapalha o reconhecimento do nosso cérebro quanto ao momento de dormir. Por isso, recomenda-se tirar “aquele sono” em total escuridão.

5) Dormir faz bem para a beleza

Verdade. A famosa expressão “sono da beleza” é, de fato, real. Isso porque a ausência de sono reduz a liberação de hormônio do crescimento que, nos adultos, diminui o processo de regeneração celular resultando em flacidez, envelhecimento precoce, cabelo debilitado e sistema imunológico abalado, bem como as temidas olheiras.

Compartilhe: