É menino ou menina? | Sexagem fetal - Itesc
BLOG ITESC | Dicas de saúde

É menino ou menina? | Sexagem fetal

Agora é possível descobrir o sexo do bebê com oito semanas de gestação!

Descobrir a gravidez trás um conjunto de sentimentos e muitos pais ficam super ansiosos para tirar a dúvida: será menino ou menina?

Antes, era necessário esperar no mínimo 16 semanas para descobrir através do ultrassom o sexo do bebê. Era preciso ainda contar com a sorte, porque se o bebê fosse “tímido” e ficasse se escondendo, ou tivesse com as perninhas cruzadas, os papais precisariam esperar até o próximo ultrassom para tentar descobrir. Que ansiedade!

Mas agora, para a felicidade de muitos papais e mamães, a descoberta pode ser feita muito antes, com apenas oito semanas de gestação!

 

Descobrindo o sexo do bebê

A sexagem fetal é um exame que detecta o sexo do bebê através de uma metodologia de biologia molecular onde é feito a coleta do sangue da mãe e pesquisa-se a presença do cromossomo Y. Quer saber por quê? Confira no vídeo a seguir.

 

Viu como é fácil? Durante a gestação existe a passagem de uma pequena quantidade de células fetais para o sangue da mãe. Isso ocorre através da placenta. O exame destas células revela o sexo do bebê. A presença do cromossomo Y indica que o bebê é do sexo masculino e a ausência indica que o sexo do bebê é feminino.

Neste exame, o bebê e a mãe não correm riscos, além disso, o DNA fetal é excluído da circulação materna logo depois do parto, por isso, não existe possibilidade de interferência nos resultados de futura gravidez. O resultado do exame fica pronto em cinco dias e ele tem precisão de 98.2%.

 

Vantagens da sexagem fetal

  1. O exame não é invasivo;
  2. Rapidez no resultado do exame;
  3. Com oito semanas é possível detectar o sexo do bebê, no ultrassom, é possível a partir da 16ª semana;
  4. Na sexagem fetal não importa a posição do bebê;
  5. Não é preciso prescrição médica. 

Restrições

  • Mulheres que receberam transfusão de sangue em algum momento da vida;
  • Mulheres que receberam transplante de algum órgão.

E se forem gêmeos?

Se forem gêmeos univitelinos, a presença do cromossomo Y indica que o sexo é masculino, já que possuem o mesmo DNA. A ausência indica que são meninas. Em gêmeos bivitelinos ou fraternos, a presença do cromossomo Y indica que ao menos um dos bebês é do sexo masculino. A ausência do cromossomo Y indica que todos os bebês são do sexo feminino.

 

Ainda tem dúvidas sobre sexagem fetal? Pergunte em nossas redes sociais e não esqueça de compartilhar o conteúdo utilizando os botões abaixo!

 

Jaqueline Daros Machado

Jaqueline Daros Machado, bioquímica, formada em análises clínicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e obteve aperfeiçoamento profissional no Hospital de Florianópolis, no Laboratório Santa Luzia e no Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN). Jaqueline é proprietária da rede Laboratórios Bioanálises. 

 

Conheça nosso convênio de saúde!

São mais de 12 mil profissionais credenciados na área da saúde. Conheça todos os nossos benefícios.

Notícias relacionadas - Dicas de saúde

VER MAIS