Gengiva sangrando ou avermelhada? | Gengivite - Itesc
BLOG ITESC | Dicas de saúde

Gengiva sangrando ou avermelhada? | Gengivite

Ela tem cura! Saiba o que é, como prevenir e combater a gengivite!

A gengivite é uma inflamação na gengiva e no tecido conjuntivo que envolve os dentes. É causada pelas toxinas liberadas pelas bactérias que estão presentes na placa bacteriana (película viscosa e incolor de bactérias que se forma, de maneira constante, nos dentes e na gengiva). Se esta placa não for removida, estará constantemente se multiplicando, liberando toxinas que agridem este tecido. Portanto, a remoção é muito importante e é feita através da escovação dos dentes e utilização de fio dental.

 

Sintomas

- Gengiva sangra espontaneamente, fica avermelhada, sensível, dolorida;

- Pode causar mau hálito;

- Em casos mais avançados ocorre a secreção de pus.

 

A gengivite em seu estado inicial é reversível, mas se não tratada, vai progredir para uma doença mais séria, a periodontite, que causa a perda óssea e agressão à gengiva (que dá o suporte ao dente). Neste estágio, a doença é mais difícil de ser tratada, possui algumas sequelas como retração gengival, amolecimento dos dentes e até a perda dos mesmos. Por isso, é essencial que a pessoa tenha consciência do problema e trate no estágio inicial, para que não chegue ao estágio mais avançado.

O Cirurgião Dentista, Dr. Jean Martins Corrêa esclarece as principais dúvidas sobre gengivite, como tratá-la e dá algumas dicas. Confira o vídeo!

 

Qualquer pessoa pode ter gengivite, inclusive crianças. Quando não há a correta limpeza e a placa acumula, forma-se o tártaro, então, com a calcificação desta placa (formando o tártaro), a pessoa não consegue mais remover com a escovação, apenas com auxílio de um profissional. É preciso ir ao dentista, realizar a profilaxia para a remoção.

 

Sobre o tratamento

O tratamento é feito com a escovação correta, frequente e também com a utilização do fio dental diariamente. A gengivite tem cura e pode ser um processo temporário.

 

Dica para cuidar bem dos dentes:

-Escovação no mínimo três vezes ao dia: (ao acordar, após o almoço e antes de dormir);

- Utilização diária do fio dental;

- Escovação de língua e tecidos que envolvem os dentes;

O ideal é procurar o dentista a cada seis meses, para fazer uma avaliação, onde será analisado se é ou não necessário uma profilaxia. Neste momento já são analisados outros problemas que podem prejudicar o paciente.

 

Sobre o autor:

Dr Jean Martins Corrêa

Cirurgião Dentista – CRO/SC 7182. Formado na Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), em 2003. Especialização em prótese dentária na Faculdade de Medicina e Odontologia São Leopoldo Mandic, em Campinas.  

Conheça nosso convênio de saúde!

São mais de 12 mil profissionais credenciados na área da saúde. Conheça todos os nossos benefícios.

Notícias relacionadas - Dicas de saúde

VER MAIS